Cinefilando Crítica: Watchmen

wat

Cinefilando_Crítica

Watchmen

(Watchmen)

Ano: 2009

Gênero: Ação

Mídia: Cinema

O filme mais aguardado do ano, na minha opinião, não passou de decepção, decepção esta não porque o filme é ruim (longe disso) e sim pela espectativa em volta do lançamento da adaptação da hq mais premiada de todos os tempos. Aguardei tanto este filme quanto Batman – O Cavaleiro das Trevas, porém ao contrário deste, não superou as minhas espectativas.

Gostaria de sublinhar que esta crítica é em cima apenas do filme e não da adaptação da hq para o cinema, afinal de contas não me lembro dos quadrinhos (li a mais de 10 anos atras).

Visualmente o filme é fantástico, lindo, coloridissímo e vibrante.Ótimas cenas de ação. Boas cenas de luta, abusando (no bom sentido) da utilização de camera lenta. A trilha sonora é ótima, casando perfeitamente com as cenas. Primeiros minutos do filme são no mínimo perfeitos.

Com tudo isso você deve estar se perguntando “- Pq diabos a decepção??!?“. Resposta: O filme se alonga demais e o final é massante.

Minha nota é oito, mais uma pergunta deve vir a mente “– Fala mal e dá 8!!!?!“, respondo mais uma vez: Eu esperava dar 10.

 

Nota: 8,0

Cinefilando Crítica Última Parada 174

174

Cinefilando_Crítica

 

Última Parada 174

(Última Parada 174)

 

Ano: 2008

Gênero: Drama/Violência

Mídia: dvd

 

O estilo “Cidade de Deus” de ser já me parece ultrapassado, Bruno Barreto (diretor do filme) parece não ter a mesma opinião, afinal de contas o filme é uma versão menos violenta do grande sucesso de 2002, não que o filme não seja violento, mas está longe da película de Fernando Meirelles. E isso não apenas em relação a violência em todos os quesitos o filme é muito abaixo do esperado.

Em relação ao roteiro a constante iniciativa de tentar humanizar um bandido é realmente irritante, me senti em uma palestra de burgueses sobre os motivos da violência nas grandes capitais.

Acredito que Última Parada 174 encerra o ciclo de filmes sobre a criminalidade carioca, pois o tema já está esgotado.

Recomendo o documentário de José Padilha, Ônibus 147 (2002), esse sim vale a pena.

 

Nota: 6,0

Lançamentos: The Haunting in Connecticut

lancamentos

The Haunting in Connecticut

 Estréia neste fim de semana, nos EUA, mais um filme de terror. A história (segundo o trailer) é baseada em fatos reais, uma familia se muda para casa onde coisas estranhas começam acontecer. Não sou muito fã de filmes com fantasmas, porém o trailer é bom.

Sem previsão de estréia no Brasil.

Lançamentos: A Era do Gelo 3

lancamentos

 

A Era do Gelo 3

 Uma das melhores séries de animação está de volta e com um novo atrativo: 3D. Estréia mundia em 04 de julho.

Lançamentos: Thirst

lancamentos

Thirst

Sou um fã declarado de Park Chan-wook, ele é “apenas” o diretor da trilogia da vingança: Mr. Vingança (2002), Oldboy (2003) e Lady Vingança (2005), quem não assistiu não sabe o que está perdendo.

Em abril será lançado o seu novo filme, Thirst onde a história gira em volta de um padre que é transformado em vampiro, o trailer abaixo (com legenda em inglês) mostra que o suspense e as surpresas serão uma constante nesse novo longa.

Cinefilando Crítica: O Gângster

americangangster

O Gângster

(American Gangster)

Ano: 2007

Gênero: Drama/Violência

Mídia: tv a cabo

Denzel Washington, em uma atuação brilhante, é Frank Lucas, um ambicioso motorista particular de um dos maiores traficantes de Nova York que se vê a frente dos negócios do seu finado chefe. Do outro lado está Russel Crowe, Richie Roberts, um dos poucos policiais honestos da cidade. Apesar dos lados opostos ambos são parecidos, tanto por seus atos violentos quanto a necessidade de seguir os seus próprios valores.

O filme mostra o surgimento de um novo tipo de gangster, o gangster americano, no melhor estilo “american life style”, porém Frank Lucas se inspira claramente na máfia italiana em vários momentos do filme, o que fica bem claro ao chamar a sua família para perto.

Mesmo longo, o filme se desenrola de maneira rápida e ágil, sem cansar o apreciador.

Sem clichês, direto e violento. Um ótimo filme, já se pode classificar como um clássico do gênero.

Nota: 9,0

Lançamentos: Gran Torino

lancamentos

Gran Torino

 É impossível assistir o trailer e não ter vontade de ver o filme, nem que seja para ver e ouvir o grande Clint Eastwood dizendo com sua voz rouca “Saiam do meu gramado!”.