Cinefilando Crítica: Irreversível

irreversivel

Irreversível

(Irréversible)

Ano: 2002

Gênero: Drama/Violência

Mídia: dvd

O que mais “incomoda” é a câmera, tremula e nervosa, passa ao espectador uma sensação de imersão aos acontecimentos. O filme é contado do fim para o começo, nada novo, afinal vários filmes já fizeram isso, porém uma bela edição faz com que o filme não se torne cansativo. Com uma narrativa dinâmica o filme conta a história de um estupro e dois colegas que vão em busca da vingança.

O filme possui duas cenas que são extremamente violentas, não consigo me lembrar de algo tão violento (nem mesmo o final de Rambo IV !!!) quanto a cena na boate e o estupro, estupro esse que choca pela realidade e por ter sido gravado de apenas um ângulo, o que dá um tom extremamente angustiante, além do que a cena dura muito tempo o que aumenta o drama minuto a minuto.

“O tempo destrói tudo”.

Recomendo totalmente (mas apenas para quem tem estomago forte).

Nota: 9,5

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: