Cinefilando Crítica: Milk – A Voz da Igualdade

milk

Cinefilando_Crítica

 

Milk – A Voz da Igualdade

(Milk)

 

Ano: 2008

Gênero: Drama/Politica

Mídia: dvd

 

Após assistir O Lutador, fiquei com muita ansiedade em relação a Milk, afinal de contas Mickey Rourke dá uma aula de interpretação, então só poderia ser uma possibilidade em duas: ou o Oscar foi dado ao Sean Penn pelo conjunto de sua (ótima) obra, ou sua interpretação foi sublime. A resposta é a segunda opção.

Desde a foto do pôster Sean Penn mostra a encarnação de Harvey Milk, o primeiro ativista assumidamente gay que assume um cargo público nos EUA. Penn está irreconhecível, no bom sentido, uma perfeita demonstração de atuação, é claro que ele foi apoiado por ótimo roteiro e uma produção muito eficiente. Porém o destaque do filme é todo dele, carregando o filme do começo ao fim, demais!!!

Destaque também para a fotografia do filme, que sem exageros nos transporta diretamente para os longínquos anos 70.

Um ótimo filme que merece ser visto, sem querer ser repetitivo (mas sendo), principalmente por Sean Penn.

Homofóbicos mantenham distância.

 

Nota: 8,0

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: