Cinefilando Crítica: Avatar E.E.

Avatar E.E.

(Avatar S.E.)

Ano: 2010

Gênero: ação-aventura

Mídia: cinema (IMAX 3D)

Avatar é o maior filme da história, pelo menos quando analisado os seus números, arrecadou no mundo $2.7 bi, quase um bi a mais que o segundo lugar – o famigerado Titanic – (fonte: boxofficemojo) e custou aproximadamente $500 milhoes (fonte: G1.com), também um recorde.Nao contente James Cameron, diretor e idealizador do projeto Avatar, resolveu caçar mais alguns níqueis lançando esta versao novamente nos cinemas (apenas 3D) com adiçao de 8 minutos, como se os 161 minutos anteriores nao fosse suficiente…

Aproveitando o re-lançamento, fui ao cinema ver este tao falado filme, aproveitei para ter o máximo em experiencia afinal de contas, a promessa era de uma enxurrada de efeitos especiais, entao lá fui eu no IMAX…

O filme se inicia e nao demora para a tão falada Pandora se mostrar, os minutos vao passando e o que era interessante no início se torna extremamente… chato, plantas e mais plantas coloridas e um monte de animais que parecem ter sido inspirados em desenhos de crianças de 7anos, posso estar sendo cruel, mas o que eu li e ouvi por ai era que James Cameron havia criado uma fauna e flora totalmente inovadora e nao foi isso que eu vi. Após os longos minutos onde o novo planeta é mostrado a ação começa, mesmo não sendo um fã de filmes de ação me senti aliviado afinal de contas já estava cansado do marasmo de Pandora, porém logo cansei da ação e em seguida me cansei da história cheia de chiches.

Finalmente após quase tres horas de filme o final Hollywoodiano chegou e eu pude, finalmente, ir embora do cinema.

O lado positivo foi que Avatar serviu para tirar algumas conclusões:

IMAX não passa de uma tela muito grande não influenciando na experiencia de assistir ao filme.

Se o cinema espera ser salvo da concorrencia do download pelo 3D, e  Avatar conseguiu utilizar cem porcento da técnologia, o cinema não terá salvação.

Como um amigo disse uma vez James Cameron sabe fazer dinheiro, cinema de qualidade eu desconfio que não sabe (mesmo com filmes como Alien e Exterminador do Futuro 2 no seu currículo).

Não vou dizer que o filme não possui bons momentos, belas imagens, audio competente e boa direção, possui tudo isso, mas não merece todo o hype criado em volta.

Um filme de ação-aventura como outro qualquer.

Nota: 5,6

 

 

Posts relacionados >

 

◊  22-02-2010 – Crítica Avatar <por Newton X.>

Anúncios

Uma resposta

  1. […] Avatar Edição Especial – Crítica por Leandro Carvalho […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: